Epílogo


O Julius começou com a MDI, portanto com a caneta. É claro que já conversou com a sua mãe sobre a bomba de insulina.
Eu tenho uma bomba de insulina e já a mostrei ao Julius e expliquei-lhe como funciona. Penso que o Julius ainda precisa de algum tempo para se habituar ao facto de ter diabetes. Ainda vou ficar algum tempo ao seu lado e dar-lhe alguns bons conselhos para o dia-a-dia.

Acreditem em mim: a diabetes não é o fim do mundo.

Eu sei que no início parece que é, mas já contei um segredo ao Julius: na verdade é um novo princípio. O princípio da vossa vida com a diabetes.

Acredito muito em vocês e sei que vão conseguir controlar tudo tão bem como o Julius e eu.

O vosso amigo

Lenny