Monitorização contínua da glicose (CGM)

Para uma compreensão e  um controlo reais

MCG de Carelink

Quando comunica com  o sensor da glicose através do transmissor MiniLink™,  a Paradigm® Veo™ monitoriza os níveis da glicose  24 horas do dia e actualiza as leituras de cinco em cinco minutos. Estas actualizações periódicas permitem compreender as alterações da glicose e reduzir a dependência nas medições capilares.1
Só é necessário mudar o sensor da glicose de 6 em 6 dias.

Eficácia cientificamente comprovada

As vantagens da CGM relativamente às medições capilares tradicionais e às análises de HbA1c estão amplamente documentadas. Os estudos efectuados demonstram o seguinte:

  • 60% das baixas de glicose não são detectáveis recorrendo  unicamente a medições capilares2
  • A CGM identifica quatro vezes mais excursões glicémicas graves que a auto-monitorização da glicemia (SMBG, Self-Monitoring of Blood Glucose)3
  • A  CGM pode reduzir significativamente os níveis de HbA1c quando comparada apenas com as  medições capilares4/5
  • A exactidão da CGM ficou provada em inúmeros estudos publicados6/7/8, permitindo ajustes terapêuticos com base em dados fiávies. 

 

Juntando as peças

A bomba de insulina  é pequena e pode ir consigo a praticamente todo o lado. Pode ser usada debaixo da roupa, numa bolsa ajustada à perna, ao soutien ou à cintura, ou ainda transportá-la como um telemóvel.

Administra a insulina através de um tubo flexível, denominado cânula, que se coloca debaixo da pele por um período máximo de 3 dias. Pode desconectar-se, de forma fácil e rápida, para tomar banho, nadar ou outras actividades.

A monitorização da glicose é realizada através de um minúsculo sensor de glicose durante um período máximo de 6 dias. Tal como a cânula, o sensor coloca-se facilmente através de um aplicador. Os dados do sensor da glicose são continuamente enviados pelo transmissor MiniLink™, um dispositivo pequeno e leve que se liga ao sensor da glicose. O transmissor envia os dados da glicose para a bomba de insulina, por meio de uma avançada  tecnologia sem fios (radiofrequência-RF).

No ecrã da Paradigm Veo aparecem os valores da glicose e o respectivo gráfico para que saiba como estão os níveis de glicose e o que pode estar a alterá-los. Pode ainda programar alertas, sonoros ou vibratórios, para avisar que está a alcançar ou que já alcançou os limites programados. Esta informação pode ajudar a evitar excursões de hipo ou hiperglicemia mantendo os níveis da glicose dentro do intervalo objectivo e assim ajudar a reduzir HbA1c.



Referências

  1. Esta informação é complementar, não substitui a informação sobre a glicose sanguínea obtida através de dispositivos de monitorização standard. É necessário realizar medições capilares para ajustar a administração de insulina ou calibrar o sensor da glicose.
  2. Pitzer KR, Desai S, Dunn T, et al. Detection of hypoglycemia with the GlucoWatch biographer. Diabetes Care. 2001;24(5):881-885.
  3. Kaufman FR, Gibson LC, Halvorson M, Carpenter S, Fisher LK, Pitukcheewanont P. A pilot study of the continuous glucose monitoring system: clinical decisions and glycemic control after its use in pediatric type 1 diabetic subjects. Diabetes Care. 2001;24(12):2030-2034.
  4. Deiss D, Bolinder J, Riveline JP, et al. Improved glycemic control in poorly controlled patients with type 1 diabetes using real-time continuous glucose monitoring. Diabetes Care. 2006;29(12):2730-2732.
  5. The JDRF CGM study group. Continuous glucose monitoring and intensive treatment of type 1 diabetes. NEJM. 2008;359:1464-1476.
  6. Gross TM, Mastrototaro JJ. Efficacy and reliability of the continuous glucose monitoring system. Diabetes Technol Ther. 2000;2(Suppl 1):S19-S26.
  7. Caplin NJ, O’Leary P, Bulsara M, Davis EA, Jones TW. Subcutaneous glucose sensor values closely parallel blood glucose during insulin-inducted hypoglycaemia. Diabet Med. 2003;20:238-241.
  8. Gross TM, Bode BW, Einhorn D, et al. Performance evaluation of the MiniMed continuous glucose